Share this post on social media
Background Image
  • Home
  • Blog
  • O que há de tão especial no azeite espanhol?

O que há de tão especial no azeite espanhol?

2021-08-10

Saiba tudo sobre o azeite de oliva espanhol como referência mundial.

A tradição do azeite de oliva espanhol não é mera coincidência. Há muito a se descobrir sobre esse ouro líquido, que hoje representa 50% dos azeites de oliva vendidos em todo o mundo. Na Espanha, se produz aproximadamente 1,3 milhões de toneladas de azeite a cada ano e as pessoas chegam a consumir mais de 2,5 galões de azeite neste mesmo período. Por isso, é quase impossível não se deparar com alguma receita local que não leve esse ingrediente tão saboroso. 

Então vamos fazer uma viagem gastronômica? Pegue as suas malas e venha descobrir mais sobre esse produto.
 

Por dentro deste produto

Há mais de 3.000 anos, o azeite de oliva está presente na culinária espanhola. A chegada dos fenícios com as oliveiras por volta de 1050 a.C. abriu as portas para que a principal matéria prima chegasse à Espanha, mas foi durante o Império Romano que se descobriu o ótimo clima olivícola do país e a possibilidade de torná-lo um centro de produção desse alimento.

Através das técnicas de produção avançada dos povos mouros na Península Ibérica, a Espanha aprendeu a produzir o azeite de oliva como nenhum outro local e se tornou a potência mundial que conhecemos hoje em termos deste produto.

Encorpado, o azeite de oliva espanhol tem origem nos campos de solo pedregosos que abrigam oliveiras centenárias, que podem viver até mais de 2.500 anos. Delas, originam mais de 200 tipos de azeitonas em todo o país, dos quais os tipos Picual e Hojiblanca são os mais dominantes na produção de azeite de oliva. Para cada variedade de azeitona, encontra-se um sabor diferente, que os especialistas da Espanha levam em consideração na hora de dar origem ao produto final.

Através de um processo quase artesanal, o azeite de oliva é extraído de forma minuciosa desde a plantação. Tudo começa com a oliveira que, em média, demora cerca de cinco anos para gerar azeitonas. No período de colheita, tudo é feito manualmente e, após o controle rigoroso de qualidade do fruto, ele é prensado. Após isso, em alguns casos, o azeite de oliva passa por um processo de refinação. Mas o mais importante de todo este processo está em um detalhe: todas as etapas não devem ultrapassar o período de 24 horas, desde a colheita até o seu envase. Dessa forma, é possível garantir a qualidade do produto.

No entanto, engana-se quem pensa que os azeites de oliva da Espanha são todos iguais. É possível escolher seu produto de acordo com a finalidade dele em sua cozinha. Para fritar, grelhar e assar os seus alimentos, prefira o azeite tipo único. Já para realçar os sabores e finalizar os seus pratos, escolha o azeite extra virgem.
 

A primeira empresa de azeite de oliva espanhol

A primeira empresa de azeite de oliva a operar na Espanha foi a La Española. Atuando há quase dois séculos no mercado, começamos desde muito cedo a levar o segredo do azeite espanhol para todo o mundo. De 1970 até o momento, crescemos e levamos o produto para mais de cinco continentes, sem deixar de carregar toda esta tradição em nossa bagagem.

Por isso, garantimos que em qualquer do mundo em que você experimentar o azeite de oliva La Española, ele terá o mesmo sabor de estar em nosso país de origem e oferecerá o mesmo desempenho na cozinha.
 

Confira algumas receitas com azeite espanhol para experimentar na sua casa:

Guisado de carne e pimentão com purê de batata e alho (laespanola.com.br)
Paella Valenciana (laespanola.com.br)
Nhoque com Molho de Tomate (laespanola.com.br)
Biscoitos de Amêndoas (laespanola.com.br)